sábado, 18 de agosto de 2012

Manuais e Propagandas - Publicação 15

 

O Museu de Antigas Máquinas Manuais de Costurar (MAMC) é um acervo particular e privado, registrado no Ministério da Cultura, que desenvolve pesquisa e preservação deste importante instrumento.

“É vedada a utilização de quaisquer informações contidas em suas publicações,  para fins lucrativos ou comerciais, sem autorização expressa de seu curador, sob pena de indenização judicial.”

Nesta 15ª publicação, apresentamos alguns impressos antigos (manuais de utilização e propagandas de máquinas de costurar).

Normalmente, os manuais de utilização das máquinas já vinham traduzidos para o português (clássico, da época).  E, como as senhoras não dominavam as interpretações técnicas, os livretos eram ricamente ilustrados, para ajudar a compreensão. 

Os desenhos, originalmente executados à mão (bico de pena e tinta nankim) ou por composição fotográfica, procuravam elucidar os procedimentos para melhores resultados de utilização.

Singer:

Singer-27K-28K-Pic-1  A capa do manual da singer (mod 27K e 28K – 1906) já apresentava o desenho “radiografado”  de toda a sua mecânica interna

 

Singer fio A ordem de passagem da linha na Singer Class 24 é minuciosamente numerada  

 

Vesta: 

002aa  As “Instrucções de uso” da Vesta  (L. O. Dietrich / Altemburg, Alemanha – 1910) insinuam grande produção de peças de roupa.

 

lançadeira  Na mesma, o procedimento para colocar o carretel na lançadeira é pormenorizado ao extremo, nos limites do hilariante.

 

010  …assim como todas as explicações constantes no manual da Vesta

 

“ Acumulador de Potência”:

Algumas curiosidades foram publicadas em jornais do fim do século XIX, como o “Acumulador de força Muscular”

Reserva potencia

Em novembro de 1885, “Sigg. Dohis e Leoni” inventaram um sistema mecânico denominado “acumulador de potência”.  Consistia em uma potente mola em espiral, acionada pelos pedais, que tensionava-se, movimentando a máquina por caixa de engrenagens por algum tempo.  Obviamente a energia era acumulada assim como os relógios antigos à corda.

 

Standard: 

gravura 1

No início do século XX, publicações apresentavam a revolucionária  bobina giratória, então adotada pelas máquinas “Standard” (Cleveland / USA), invenção mecânica que encerrou a fase da lançadeira. Observe-se, à direita, os fabricantes das máquinas convencionais (com lançadeira) desabando.  

 

 Davis:

Davis1

A industria Davis Sewing Machines, procurava transmitir o prazer de usufruir sensação de serenidade, utilizando vestimentas de notória beleza, confeccionadas com as máquinas Davis…

 

 White:

gravura 1890

A White Sewing Machine Co. (Cleveland/USA) apresentava uma propaganda exuberante, com desenho colorido e dissimulados símbolos de sociedade secreta, No centro, senhoras alegres e bem trajadas demonstravam as qualidades da máquina.

 

Peugeot: 

Peugeot

Em 1867, a Peugeot (pioneira francesa na fundição de aço) iniciou a produção de  máquinas de costurar e não cessou mais sua atividade de costurar até 1936, para se lançar na construção de automóveis.

 

Junker & Ruh:

Junkerr RuhhA Junker & Ruh (Carlsruhe, Alemanha) em 1880, divulgava sua produção de 30.000 unidades no ano e ufanava-se de possuir sua própria fundição.

 

Junker & Ruh projeto

Em 1877, George Whight, patenteou e comercializou na Inglaterra uma Junker & Ruh (batizada de Columbia), com curioso sistema de transmissão por corrente.

 

Stoewer:

Stoewer

A  alemã  Stoewer (Nähmaschinenfabrik Bernhard Stoewer), fundada em 1858, fabricante também de bicicletas e máquinas de escrever, orgulhava-se de possuir 1.000 empregados e produzir 18.000 máquinas de costurar no ano de 1883.

 

clip_image002

Willcox & Gibbs:

propag

A Willcox & Gibbs declarava que suas máquinas excediam vinte anos de bom funcionamento, o que comprovamos pois que nosso museu possui uma, fabricada em 1870, ainda com o mecanismo ativo, embora com folgas decorrentes pelo desgaste da idade: 142 anos!

A incontestável evolução da técnica e o aperfeiçomento dos sistemas, permitem hoje uma grande velocidade de produção, porém em detrimento daquelas seculares características de bem durável e essencial.

Até a próxima

Um comentário:

  1. Boa tarde! Como entusiasta de máquinas de costura, devo dizer que seu blog é de encher os olhos dágua, lindíssimo!!
    Aproveitando, gostaria de saber se o senhor teria uma canelinha e caixa de bobina daquelas compridinhas, para vender! Comprei uma vesta em um ferro velho, e meu marido restaura, e essa veio sem essas peças.
    Grata
    Paula
    docepoly2@gmail.com

    ResponderExcluir