quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Miniaturas _________________Publicação 20

 

O Museu de Antigas Máquinas Manuais de Costurar (MAMC), particular e privado, registrado no Ministério da Cultura, desenvolve pesquisa e preservação deste importante instrumento.

“É vedada a utilização de quaisquer informações contidas em suas publicações,  para fins lucrativos ou comerciais, sem autorização expressa de seu curador, sob pena de indenização judicial.”

Nesta 20ª publicação, considerando o razoável acervo de miniaturas (bibelôs, decorativos,..) de máquinas de costurar, apresentamos alguns espécimes conservados pelo MAMC.

Algumas publicações impressas já incluiram as miniaturas em suas páginas: “Toy and Miniature Sewing Machines – Glenda Thomas” e “Toy Sewing Machines and Miniatures – MAMC – D’Arisbo, Darlou”, dentre outros.

Distintas das maquininhas infantis (publicação 7), as miniaturas tem função meramente decorativa, tais adornos com alusão à importância da máquina de costurar. Comumente agregavam personagens ou representações, serviam como porta objetos ou simplesmente um símbolo miniaturizado.

No sentido de identificar dimensões, colocamos em algumas fotos uma “fita métrica”, como referencial.

005b Miniaturas muito pequenas:

1. Em bronze (4 x 2cm), constituída por três partes aparafusadas entre si, volante móvel, adquirida na Feira da Ladra, Lisboa

2. Porcelana (4,5 x 2cm), cor vinho, com detalhes dourados e gravura impressa, adquirida na Feira da Ladra, Lisboa

3. Porcelana (4 x 2cm), branca com detalhes dourados, obtida em M. Cândido Rondon – PR, produção Reutter, Denkendorf – Alemanha

4. Em bronze (3 x 1,5cm), recebida como prazeroso mimo de Rebeca Vaz, Piracicaba – SP

5. Porcelana (5 x 2cm), branca com detalhes dourados, doação de Denise Flessak, Cascavel – PR, fabricada em Limoges – França

001Miniatura em escala 1:8 (5,5cm de comprimento), construída em aço e outros metais, utilizando minúsculas peças de variadas fontes (relógios, botões de pressão, interruptores elétricos, alfinetes, rebites, preguinhos,...). Sua construção demandou vários meses e o resultado foi gratificante.

002 002b

Esta miniatura, em escala 1:13 (3cm de comprimento), já citada na publicação 7, também em aço, foi executada durante um ano, também com minúsculas peças (carretel é um pequeno rebite; volante é um botão de pressão, e a tesoura, um ganchinho de “soutien”, adaptado,…)

003Um antigo apontador de lápis, em Zamac (liga de zinco, alumínio, magnésio e cobre), com 6cm, teve alguns micro detalhes acrescentados (carretel, linha, regulador, adesivos,...) 

004bMiniatura metálica de máquina Singer a pedal (8cm), detalhadíssima, made in China. Adquirida em Ciudad del Este/PY (1998).

006aArtesanato em madeira (14cm), minuciosa, adquirida em Rio Negro – PR (2010)

OLYMPUS DIGITAL CAMERA         Botões de madeira (aviamentos), em forma de máquinas de costurar (2cm), com pedestal adaptado.

008cObjeto de adorno (10cm), em resina, colorido, com a cabeça da costureira móvel (por mola). Desenho baseado em hilariante propaganda da New Home 1910, citado em Early Sewing Machine, pág 363. Fabricação chinesa.

009Semelhante ao anterior (8cm), também bastante detalhado. Adquirido em Piratuba – SC.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA         Como o mesmo tema e material (11cm), ante os olhos atentos da menina. Adquirido em Piratuba – SC. Fabricação chinesa.

011Bibelô em resina (9cm), colorido, representação da máquina de costurar rodeada por expressivos anjinhos.

012aCaixinha porta bijuterias (9cm), em resina, representando a máquina de costurar na tampa. Adquirido em Francisco Beltrão – PR.

010aTambém em resina (12cm), caixinha cuja tampa apresenta um cão protegendo a máquina de costurar. Adquirida em Cascavel – PR.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA         Artesanato em madeira (26cm), com incorporação de acessórios metálicos, carretel de linha,... Adquirida em Toledo – PR.

Tais objetos de adorno e decoração, independentes de sua natureza, material ou dimensão, representam um formal e delicado ícone simbólico, despertando sentimento  de beleza ou sublimidade.

Nesta conclusão, homenagem à princesa Sofia, minha primeira neta, recém nascida.

Cada criança, ao nascer, nos traz a mensagem de que Deus ainda não perdeu a esperança nos homens (Tagore – poeta hindu 1941).

Até a próxima

Prof. Darlou D’Arisbo

5 comentários:

  1. Olá!!! Estou emocionada ao descobrir este blog e a existência de um Museu sobre máquinas de costura!!! Estava procurando no google para identificar qual o modelo da máquina Singer de pedal que minha avó me deixou. Era o único bem material de valor que ela possuía ao falecer e, entre 16 netos e 04 bisnetos, ela escolheu a mim para cuidar dela!!! Estou muito emocionada!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marília: Agradecemos pelo comentário. Realmente estes instrumentos nos revelam em emoção todo o prodigioso trabalho de várias gerações. Parabens pela guarda da memória da vovó!

      Excluir
  2. Olá Darlou parabens pelos presentes ao seu acervo!

    ResponderExcluir
  3. Olá Darlou, adorei seu blog! Eu faço coleção de mini e miniatura de máquinas de costura! Eu amo a minha pequena coleção!
    Um abraço
    Amara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço pelo contato. Comunique-me pelo e-mail para tentarmos permutar miniaturas. Abraço

      Excluir